Será que o e-mail será a nova moda nos celulares ?
Acabei de ler na Gazeta Mercantil uma matéria com um executivo da Nokia afirmando que o e-mail será o "killer application" para telefones celulares em pouco tempo (me refiro aqui evidentemente a celulares com teclado QWERTY).

Acredito que ele acertou no conteúdo (mensagens de texto) mas errou na forma (e-mail) e explico abaixo os meus motivos:

1 - Pensando filosoficamente, o celular é um dispositivo utilizado atualmente para diminuir a ansiedade por comunicação que todos nos temos. É um dispositivo de comunicação síncrona e este é seu papel em nossas vidas atualmente (quero falar com alguém e tem que ser agora, portanto uso meu celular para falar com o celular da outra pessoa).

2 - O e-mail é uma forma de comunicação que deu certo por ser assíncrona, ou seja não se espera que o destinatário vá ler aquela mensagem imediatamente e portanto nós somos tolerantes quanto ao tempo de resposta a um e-mail (se fosse urgente eu utilizaria o celular, ok ?).

3 - Existe uma deturpação na utilização de e-mails, que hoje são muito mais utilizados como meio de transporte do que meio de comunicação. Esta informação pode parecer besteira da minha parte, mas se justifica pois constato que em mais da metade dos e-mails que recebo, as informações relevantes não estão em "formato texto" mas em anexos (imagens, arquivos e apresentações).

4 - Posso controlar as chamadas que aceito receber, e normalmente as recebo gratuitamente, os e-mails não. Sou tarifado pela minha operadora quando recebo um e-mail no celular, isso ainda custa caro aqui no Brasil, e só posso saber se a informação é desejada ou não depois que já recebi.

5 - Ninguém vive mais hoje em dia sem um bom software de mensagens instantâneas (MSN, Yahoo, ICQ, etc...) e isso sim me faz falta no meu celular. O SMS resolve em parte este problema, mas é ainda uma aplicação assíncrona em um mundo síncrono. Quando abro meu comunicador instantâneo estou sinalizando para o mundo que "posso falar", o que não ocorre com o SMS.

6 - O modelo de negócio das operadoras brasileiras prima pelo tráfego de voz e "espetam a faca" no tráfego de dados, e portanto removem qualquer incentivo ao usuário para utilizar estes serviços (existem até pacotes promocionais para isso, mas ainda a custos extremamente elevados, acredito eu fruto ainda do receio das operadoras de se verem transformadas em operadoras de "pager" que existiu no passado recente, ou que algum engraçadinho resolva usar um Skype da vida no celular para não pagar aquele interurbano... remam contra a maré, como sempre).

7 - Tenho quase 4GB de e-mails armazenados no meu computador... como isso iria caber no celular ? Eu teria que ficar enviando cópias dos e-mails trocados através dele para alguma outra caixa postal ? E se meu dispositivo for roubado ? Minhas informações vão junto ?

Por este motivos, e mais alguns outros que não vou publicar para esse post não se tornar imenso, eu acredito que e-mail no celular é mais uma idéia "daquelas"... Troca instantânea de mensagens de texto sim, mas e-mail ...

Na mesma matéria, o executivo afirma que a utilização de GPS em telefones tende a ser bem aceita e utilizada por todo mundo, mas cá entre nós, alguém tem realmente o desejo de poder ser localizado, em tese por qualquer pessoa, em qualquer lugar, a qualquer hora do dia ou da noite ? Será esse o começo do Big Brother real ?

Michael Porte faz algumas considerações importantes em seu artigo "Strategy and Internet" sobre a forma pela qual as empresas formulam propostas ao mercado quando uma nova tecnologia é lançada. Em geral, as empresas não sabem a potencialidade da tecnologia e resolver ouvir o mercado, que por sua vez também não entende muito e acaba gerando uma demanda por aplicações e serviços não tão úteis assim, e olha que as empresas investem rios de dinheiro em seu desenvolvimento. Acho que mais uma vez estamos vendo isso acontecer.

E vc ? O que pensa sobre isso ?
O Google que se cuide ...
Agora é oficial...

O Xerox PARC anunciou a parceria com a empresa Powerset com o intuito de criar um buscador que possa se tornar rival do Google.

O buscador funcionará com base em linguagem natural, tecnologia que vem sendo desenvolvida nos últimos 30 anos pelo PARC.

As ferramentas de busca atuais são baseadas em palavras-chave e portanto os sistemas não entendem o que está sendo procurado, apenas localizam páginas contendo as palavras chave citadas. Com a utilização da linguagem natural, os sistemas podem entender o que o usuário está solicitando (como se fosse responder a uma pergunta) e com isso lhe apresentar resultados com maior grau de relevância.

A pergunta que fica no ar é se ele responderá a coisas como "De onde viemos ?" ou ainda "Como fica milionário deitado no sofá ?" ...

E vc ? Que pergunta faria ao novo buscador ?

Mais informações aqui.
Ameaça ao Google no horizonte ?
Paulo Coelho escreveu em seu livro Brida que a tradição de Wicca afirma que "o diabo mora nos detalhes", e é sempre a eles que fico atento no mundo da tecnologia.

Li a pouco uma notícia que pode passar direto pela maioria de nós, mas que pode jogar lenha na fogueira em um dos mercados de maior lucratividade do momento, o de buscas na Internet.

Se existe uma "Madre Tereza" no mundo da tecnologia ela se chama Xerox. Dela, mais precisamente do Xerox PARC (Palo Alto Research Center), surgiram coisas como a interface gráfica baseada em janelas (que teve o conceito "copiado" pela Apple e depois pela Microsoft), a tecnologia que propiciou o formato PDF de arquivos (olhem a história da Adobe e verão o que estou falando) , o mouse e o padrão de redes Ethernet (só para citar alguns casos que utilizamos diariamente em nossos computadores).

O Xerox PARC anunciou hoje que está licenciando algumas de suas tecnologias relacionadas a utilização de linguagem natural para uma empresa especializada em busca chamada PowerSet, que deverá utiliza-la em um novo mecanismo de busca.

O que será feito ou quando será lançado o produto, não se sabe, mas a PowerSet está contratando uma série de profissionais em seu site...

Será esse o início de um novo Google ? (Me lembro a anos atrás quando li uma notícia parecida sobre dois jovens estudantes nos Estados Unidos que haviam lançado uma tecnologia de busca interessante, mas na época, com o Yahoo e o Altavista em alta, ninguém deu muita atenção).

Quem viver, verá ...

Mais informações aqui.
Efeito do SPAM ?
Tenho observado um fato curioso nos últimos meses, que acredito ter origem na proliferação de SPAM que anda pela Internet.

Me lembro quando comecei minha vida profissional em 1996, e era responsável pela área de TI de uma empresa, perdia algum tempo diariamente lendo minha correspondência física (catálogos, malas diretas e etc...) que chegavam pelo correio anunciando produtos e serviços de diversas empresas.

Conforme o tempo foi passando, e a Internet se tornou popular como é hoje, passou a ser sinônimo de "desatualização tecnológica" o envio a clientes e parceiros comerciais de publicidade pelo correio. Com isso, passei a receber diariamente uma tonelada de propagandas através do e-mail, e esse crescente se tornou o caos que temos hoje, com a proliferação de SPAM.

Com o advento de inúmeros recursos computacionais para bloqueio de SPAM, cada vez mais as malas diretas bem intencionadas acabam sendo eliminadas pelos filtros e quando chegam ás caixas de entrada das pessoas, costumam ter o tratamento identico, ou seja, se apaga o e-mail sem ler (principalmente aqueles que demoram prá carregar, pois são imagens anexadas ou vinculadas e não texto puro).

O fato que observei nos últimos meses, é o aumento considerável de publicidade de empresas (produtos e serviços) que tenho recebido pelo correio. Só essa semana recebi oito "peças" desta na empresa onde trabalho (para se ter uma idéia, acho que este número equivale ao que recebi no semestre passado inteiro), oferecendo desde produtos para combate a SPAM (que se por ironia do destino fosse enviado pelo e-mail seria tratado pelo próprio produto como SPAM e deletado) até serviços de contratação de estagiários.

Acredito que o número de correspondências desse tipo vai aumentar cada vez mais, e agora o símbolo de "status" e "respeito" em tecnologia vai voltar a ser o bom e velho correio.

Minha caixa postal agradece, mas acredito que a mãe natureza não (aliás, será que algum estudioso por aí não se habilita a calcular o impacto ambiental de cada uma das iniciativas, o papel ou o meio eletrônico ?).

Além disso, começo a ver utilidade para as boas e velhas "caixas de entrada e saída" que utilizávamos em todas as mesas de trabalho nas empresas a dez anos atrás... além das famosas "correspondências circulares"...

Que o mundo dá voltas, eu já sabia, mas honestamente não esperava por essa.

E você ? Já notou o mesmo efeito em sua empresa ? Deixe sua experiência nos comentários ...
[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Informática e Internet, Música, Games