Aberta a temporada de FUD contra o ODF

Está aberta a mais nova temporada de FUD contra o ODF.

O FUD da vez é sobre a posição da OpenDocument Foundation sobre o padrão ODF, que mudou a sua posição sobre o padrão e agora vai apoiar uma padrão que ainda está sendo estudado dentro do W3C (e que não é extamente a mesma coisa que o ODF).

O que assusta a quem olha pela primeira vez as declarações deles é a forma com que a imprensa tem divulgado tal posicionamento. Eles divulgam dizendo que "ODF abandona apoio a padrão próprio", sem se preocupar em entender quem é a OpenDocument Foundation e qual é realmente a sua relevância.

A OpenDocument Foundation é uma instituição similar à ODF Alliance, que foi criada para difundir o padrão ODF. Nos últimos meses, a OpenDocument Foundation ficou um tanto afastada das discussões internacionais sobre o ODF e acabou perdendo grande parte dos seus membros. Eles ainda desenvolveram um conversor para o ODF (DaVinci Plug-in) que teoricamente converte 100% dos documentos e teoricamente é software livre.

Insisto no teoricamente pois o plug-in não foi ainda usado ou tesado por ninguém (foi apresentado em eventos) e o código simplesmente não está disponível.

Para quem quiser mais informações sobre este tema e sobre a OpenDocument Foundation, indico um post do blog do Rob Weir que pode ser acessado aqui e explica bem isso tudo.

Em resumo, o ODF não foi abandonado e ao contrário continua crescendo. A OpenDocument Foundation é na verdade uma dupla de profissionais que provavelmente por motivos pe$$oai$ resolveram se afastar do desenvolvimento do ODF.

A ODF Alliance, os comitês do OASIS que desenvolvem o padrão e as empresas que apoiam a sua utilização continuam firmes e fortes...

Como disse no início do post, está aberta a temporada de FUD contra o ODF... Qual será o próximo ?
Compromisso da Microsoft com o OpenXML
Depois de passar o tempo que passei analisando o OpenXML, ver o esforço que a Microsoft fez e ainda faz internacionalmente para ter o seu padrão aprovado na ISO, confesso que não entendo realmente mais nada quando leio o seguinte trecho no blog do Brian Jones, da Microsoft:

"...é dificil para a Microsoft se comprometer com que for produzido pela
Ecma nos anos que virão
, porque não sabemos qual a direção que os
formatos tomarão. É claro que nos manteremos ativos e proporemos
mudanças baseadas no que queremos para o Office 14..."

Para quem quiser ver com os próprios olhos, o original do texto, uma resposta á comentários colocado por ele mesmo em seu blog, clique aqui.

O que eu realmente gostaria de saber é se alguém lá em Redmond sabe o que é um padrão aberto, qual é a sua utilização e finalmente, se a Microsoft vai ou não se comprometer com a utilização de padrões abertos (assumindo aqui que o OpenXML seja um padrão aberto, o que não é lá uma verdade absoluta).

Quando leio uma declaração destas do Brian Jones, fico imaginando como deve andar a cabeça dos gestores de TI atuais que confiam de olhos fechados na Microsoft (direito deles, é claro).

O que nosso colega Jones afirma é que a Microsoft está fazendo todo este esforço para ter o OpenXML aprovado mas não se compromete em suportar os padrão nas próximas versões da sua suite de escritório, pois atualmente o padrão atende aos interesses da empresa mas no futuro pode não ser assim.

Isso significa que se alguém migrar todos os seus documentos para o OpenXML, já possui de antemão uma declaração da Microsoft dizendo que não é certo que a próxima versão da suite de escritório suporte o OpenXML, ou seja, vai ter que migrar de novo, sempre de acordo com os interesses de momento da empresa de Redmond (o interesse deste momento é ter o mundo todo migrando para o OpenXML). Será que isso é gestão responsável de documentos eletrônicos ?

Para finalizar, até onde entendo, um padrão aberto é desenvolvido e mantido para atender aos os interesses comuns de um determinado grupo de organizações, beneficiando seus clientes através da verdadeira liberdade de escolha. O comprometimento destas organizações com a evolução e o suporte ao padrão aberto, mesmo que os rumos tomados por ele não atendam a 100% dos seus interesses, é fundamental para a sua continuidade e para continuar a oferecer os benefícios aos seus clientes.

Este comprometimento com o padrão aberto nada mais é do que respeito aos seus clientes. Será que isso é tão difícil de entender ?

Além disso, estamos falando aqui de documentos eletrônicos que armazenam dados vitais de empresas, o histórico de decisões políticas de um país, originais de livros escritos sobre os mais diversos temas e em resumo, grande parte da memória escrita da humanidade nos dias de hoje. Dá para brincar com tudo isso com base nos interesses pessoais de 6 ou 7 pessoas ?

Aguardo comentários...
Palestra sobre ODF em Curitiba
Estarei na próxima quinta feira em Curitiba e farei uma palestra sobre ODF na UFPR:

18/10/2007
Local: Auditório do Departamento de Informática, Centro Politécnico, UFPR
Horário: 17:30

Problemas relacionados á falta de interoperabilidade entre arquivos gerados por suites de escritório tem causado significativas perdas para empresas e usuários de tecnologia da informação. Estes problemas podem impossibilitar a troca de informações entre empresas ou até a recuperação de informações armazenadas a cinco ou dez anos, e se agravam quando as informações são governamentais e a troca delas impacta diretamente no atraso de atividades e recuperação da memória documentada dos governos.

O OpenDocument Format (ODF) é um formato aberto e livre de royalties que possibilita de forma efetiva o armazenamento, recuperação e troca de informações com total independência de aplicativos ou plataformas operacionais utilizadas. O ODF é um padrão ISO/IEC, baseado em XML, e está sendo traduzido para se tornar uma NBR (Norma Brasileira na ABNT).

O intuito da palestra é detalhar os principais problemas causados pela falta de interoperabilidade destes arquivos, apresentar o histórico do ODF e dar um overview técnico sobre o padrão, apresentar as principais inovações que o uso de ODF possibilita e descrever o status da adoção do padrão mundialmente. Pretende-se ainda descrever o processo pelo qual o ODF está passando dentro da ABNT.

Aguardo os leitores de Curitiba !!!
[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Informática e Internet, Música, Games